Objetivos

Apresentar uma visão contextualizada das estratégias de combate ao crime e de reinserção social do sentenciado, promovendo a paz social, a justiça, a segurança e o bem comum.

– Discutir o fenômeno do crime no início de século, que tende a crescer de forma assustadora e descontrolada;

– Identificar as razões pelas quais tem crescido o percentual de pessoas que optam, circunstancialmente ou em definitivo, por viver à margem da lei e das regras de convivência social;

– Estudar as boas práticas que possam servir de inspiração, respeitadas as particularidades locais e as características de cada sociedade;

– Apresentar um norte seguro para a ação policial no combate ao crime;

– Demonstrar como pode se dar uma atuação racional e eficaz do Promotor de Justiça em uma sociedade criminógena em ritmo desafiador;

– Proporcionar ao Defensor, particular ou público, mecanismos para uma ação conducente a uma cultura pacificadora, conciliadora e promotora da segurança e do bem social;

– Demonstrar, com argumentos teóricos e múltiplos cases, como pode o julgador não apenas transmitir a sensação de ágil aplicação da justiça, mas também de real aplicação da lei ao caso concreto com elevado índice de sucesso na reparação do dano social e na efetivação da paz entre os jurisdicionados.